Grid

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

São Jacinto ou o prenúncio da tempestade

Saindo da Costa Nova, resolvemos explorar um pouco a zona da Ria. A ideia era apanhar a auto-estrada perto de Ovar e irmos dormir a Braga. Assim fizemos, mas resolvemos ir espreitar primeiro as dunas de São Jacinto, que eu não conhecia. O A. tinha estado por lá nos seus tempos de escuteiro e queria mostrar-nos a praia.  


Percorrendo um enorme passadiço sobre as dunas, chegamos à praia, um magnífico areal onde uns quantos corajosos tentavam apanhar uns banhos de um sol que teimava em não aparecer. Banhos de mar, esses, eram uma impossibilidade, dada a força do mar e da corrente.


Mesmo molhar os pés podia parecer uma tarefa assustadora…



O céu carregado e o estado do mar prenunciavam apenas a tempestade a que iriamos assistir nessa noite, com chuva torrencial e uma trovoada quase ininterrupta. Sinais deste Verão de 2011, que há-de chegar ao Outono sem se fazer mostrar na sua força habitual…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...