Grid

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Princesas? Não! A Casa Assombrada, por favor...

Seis de Outubro.

E que tal se a primeira coisa da manhã for andar na Big Thunder Mountain? Três vezes! De seguida! É claro que sim! Há que aproveitar bem os primeiros quarenta e cinco minutos da manhã, em que quase não há filas e em que o Fastpass não é necessário. É uma excelente forma de começar o dia... para além de que nos permitiu ver detalhes no caminho que a entrada rápida não permite.


Mas o que eu queria realmente era andar no barco. Apesar do tempo (sim, apanhámos chuva, para variar um pouco do tempo que esteve nas nossas férias... ano azarado, hein?), eu sabia que o passeio de barco daria algumas das melhores fotografias da viagem. Acho que não me enganei...



O verdadeiro desejo da Cat era ir à Casa Assombrada, num misto de receio e curiosidade. Explicámos-lhe que era tudo a fingir, mas que poderia haver algumas coisas assustadoras. Isso não a demoveu. Fomos recebidos por um porteiro que desempenhava tão bem o seu papel, que olhou para ela com um ar misterioso e meio comprometedor. Também não a demoveu. Lá dentro, fazia-se ouvir uma música de fantasmas meio arrepiante, mas que recebeu o comentário: esta música é linda, mãe! E não a demoveu. Só quando a porta se fechou e começámos a ouvir uma voz de mordomo a dar-nos as boas vindas, é que houve um quero ir embora daqui, por favor, saído de um pequeno fio de voz, mas lá a convencemos a ficar para ver como era. Mais de cinco anos e meio disto ensinaram-me que basta vender bem a ideia: comecei a comparar os pormenores da casa a coisas dos filmes dela e.. bem, digamos que foi a atracção favorita e que perdi a conta ao número de vezes que por lá andámos, nesse dia e nos dois que se seguiram. 



No fundo, entre Big Thunder Mounten e Casa Assombrada, passámos a maioria do nosso tempo na Frontierland.


A chuva limitou-nos um pouco, mas deu-nos para explorar a maior parte do parque. Passámos ainda algum tempo na Adventureland, em particular nos Piratas das Caraíbas (uma das melhores atracções, na minha opinião) e andámos nos divertimentos clássicos da Fantasyland - o voo do Peter Pan, o Pinóquio e a Branca de Neve. O flash é o ponto fraco da minha máquina, por isso as poucas fotografias que tirei no escuro ficaram demasiado más para virem para o blog. Sou esquisita, eu sei...
  

As meninas de cinco anos deliram quando vêem as princesas e perseguem-nas quase ferozmente. No nosso caso, dada a preferência marcada pela casa assombrada, vimos sobretudo os vilões, que se reunem por essas bandas. Confesso que não tive pachorra para ir à caça de autógrafos. A Catarina não quis tirar fotografias com ninguém (são estranhos, não se tira fotografias com estranhos, mãe), bom ou mau, vilão ou princesa. Mas perdemos algum tempo a ver o espectáculo, que dava grande destaque ao Homem Sombra e à Maléfica... Afinal, os vilões também têm direito a  algum protagonismo, ou não?


O que vos posso dizer mais? Só que terminámos a tarde com quatro (!) voltas na Big Thunder Mountain. E chega, não? 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...