Grid

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Era uma vez um bolo de limão sueco...

... simples e singelo no seu tom amarelo. Franzino e achatado, é certo, mas os bolos não se medem aos palmos, lá diz o velho ditado.


Os limões da vizinha da mãe, vindos de árvore fértil e sã, cederam a sua aromática casca para lhe dar nome e sabor. Ovos de gema cor de milho, bem batidos com o belo e aromático açúcar ocre e com a manteiga das nossas ilhas, reforçaram o seu tom solarengo. Um pouco de extracto de baunilha caseiro - acrescentado por opção e porque sim -, alguma farinha para lhe dar corpo e claras em castelo para uma consistência ainda mais macia foram quanto bastasse para uma massa deliciosa, que teve que ser tirada do alcance de dedos mais pequenos que não paravam de rondar a taça.



Na sertã de ferro mandava a receita cozinhá-lo e foi feita a sua vontade. Algumas amêndoas palitadas deram-lhe um toque de vaidade, sobretudo quando o forno lhes acentuou o bronzeado e apurou os aromas. Mesmo o mais simples dos bolos tem direito a algum glamour... 


Ainda morno, foi acompanhado por uma chávena de Darjeeling, alegrando e aquecendo uma tarde cinzenta e chuvosa de Abril, bem parecida com as do país que lhe dá o nome. E foi com estes pequenos grandes nadas que apesar de singelo e franzino, ganhou uma legião de fãs entre palatos graúdos e miúdos, vivendo feliz até à última fatia.

*****

Swedish Visiting Cake, Dorie Greenspan, "Baking with Dorie"

Desafio lançado pelo Dorie às Sextas
(quantidades para uma receita e meia)

Raspa de dois limões
Três ovos
Uma chávena (cup) e meia de açúcar amarelo
Uma chávena e meia de farinha de trigo
Cento e cinquenta gramas de manteiga derretida e fria
Uma colher (chá) e meia de extracto de baunilha
Amêndoas laminadas quanto baste (usei palitadas porque me faltavam as outras, mas creio que com laminadas ficará melhor)

Bate-se o açúcar com as gemas e a raspa dos limões. Acrescenta-se o extracto de baunilha e a manteiga e bate-se bem. Junta-se a farinha e, por fim, as claras batidas em castelo firme. Deita-se a massa numa frigideira de ferro que possa ir ao forno, untada com manteiga (a sugestão original para a medida da frigideira é de vinte e três centímetros de diâmetro. A minha é maior, daí ter aumentado a massa. Uma forma normal fará o mesmo efeito). Polvilha-se com as amêndoas e leva-se a forno pré-aquecido a cento e oitenta graus durante quinze a vinte minutos. Deve ficar húmido por dentro. Desenforma-se ou serve-se directamente da frigideira. 



11 comentários:

  1. Gostei das alterações e ficou lindo. Este bolo é de facto maravilhoso


    beijinhos e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  2. gostei muito, obrigada pela sugestão
    :)

    ResponderEliminar
  3. Muito bom, como sempre.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  4. Ficou lindo! Bom fim-de-semana :)
    Bjs

    http://cozinhalilia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Obrigado a todas!!! (tenho que descobrir o que tenho que fazer para conseguir responder individualmente aos comentários)

    ResponderEliminar
  6. As tuas fotos estão mesmo lindas! E o bolo, esse nem precisa de adjectivos... é mesmo bom :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...