Grid

sábado, 19 de janeiro de 2013

Uma espécie de scones, para afastar a tempestade


Está um verdadeiro dia de tempestade. A chuva fustiga tudo o que lhe aparece pela frente e o vento entra pelas as frestas, abana todas as janelas e assobia impiedosamente pela casa. O Tiago não percebe, está nervoso. Puro instinto. Não chora, mas custa-lhe adormecer e está muito agitado. A Catarina levanta-se de madrugada e vai brincar. Percebe que está segura, mas não gosta de ouvir o vento quando está escuro. Faz-lhe pesadelos. Eu, porém, dormi mais algumas horas esta noite e sonhei pela primeira vez em muitos dias. Ou melhor, lembro-me do que sonhei pela primeira vez em muitos dias. Então acordei bem disposta e com energia, apenas com uma leve lembrança da enxaqueca que me tem martirizado. E fiz o que mais gosto de fazer numa manhã de fim-de-semana: começar o dia com um grande pequeno-almoço. Geralmente, a manhã de Sábado serve para ir ao mercado, por isso os grandes pequenos-almoços são coisa de Domingo. Mas hoje não me apetece sair, ainda estou a refazer-me de ter voltado ao trabalho e tenho saudades das rotinas dos últimos meses. Tinha a desculpa perfeita, a receita da quinzena, uma espécie de scones feitos quase só com natas e farinha que gritavam 'pequeno-almoço' com toda a sua força. A desculpa perfeita também para uma mesa bonita, posta a rigor, daquelas que não se consegue ter durante a semana. 


Fazem-se em cinco minutos, cozem em menos de quinze. São estaladiços por fora e suaves por dentro. A Catarina, sempre esquisita quando prova coisas novas, sempre miudinha nas quantidades, comeu quatro. Simples, sem mais nada, não gosta de complicar. Eu comi-os da única maneira que como scones e os seus parentes: com manteiga e doce de morango (ou de qualquer outro fruto vermelho). O André, esse, experimentou com geleia, com queijo, com fiambre, que quanto maior a diversidade, melhor...


Gostei muito. Por serem fáceis, por serem rápidos e por serem tão bons. Os meus ficaram baixinhos, não dei à massa a espessura suficiente, mas não acho que tenham ficado piores por isso. Gostei do contraste estaladiço-suave. A casa ficou a cheirar bem, ficou mais quente e os miúdos esqueceram-se dos medos. Foi um belo início de fim-de-semana.


*****

Sweet Cream Biscuits 
"Baking", Dorie Greenspan


Duas chávenas de farinha de trigo 
Uma colher de sopa fermento em pó
Duas colheres de chá de açúcar
Meia colher de chá de sal
Uma chávena de natas (cerca de um pacote e um quarto) 

Pré-aquecer o forno a 220º. Misturar farinha, fermento, açúcar e sal numa tigela. Acrescentar as natas sobre os ingredientes secos e misturar com um garfo. Se estiver seco, adicionar um pouco mais de natas, uma colher de cada vez, até a massa ficar macia. Amassar gentilmente, dando 3 ou 4 voltas, apenas para formar a massa, que não deve ser muito trabalhada. 
Polvilhar a superfície de trabalho e a parte superior da massa muito levemente com farinha e espalmar a massa com as mãos ou com um rolo. Sugiro que se deixe uma altura de um centímetro e meio a dois centímetros, caso contrário ficam baixinhos como os meus. Usar um cortador de bolachas e transferir para o tabuleiro. Repetir o processo com as sobras da massa, trabalhando-a o mínimo possível. Assar durante 15 minutos, até que eles fiquem altos, inchados e dourados. 

7 comentários:

  1. Lindos Susana. A altura é só um pormenor que facilita o acto de rechear. Com tudo, como faz o André. E o chá? que tal?
    Beijinhos para todos e, já sabes, um expecial para o Tiaguinho.
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Maria! Acabei por não provar o chá, não vivo sem o meu leite ao pequeno-almoço. Mas à tarde experimento. De qualquer modo, acho que não é da marca do teu, o meu é da Twinnings e o teu da Whittard, certo? Mas deve ser bom à mesma, chá preto com baunilha é daquelas coisas... ;) E darei um beijinho repenicado ao Tiaguinho, fica descansada :)

      Eliminar
  2. Estou mesmo tentada a fazê-los. Estão lindos os teus também!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Leonor, não dão trabalho nenhum por isso mesmo que não gostes não te arrependes ;)

      Beijinho

      Eliminar
    2. Já fiz e ficaram mesmo bons :)

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Sao realmente muito bons... O meus filhos também adoraram.. :)
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...