Grid

sexta-feira, 29 de março de 2013

Crisp? Crumble? Cobbler? Hein?


Pois é, afinal há crumbles, há crisps, há cobblers e ainda há shortcakes (e outras variantes, presumo eu). Sabiam? Eu não. Mas para que não digam que os desafios das Dories não ensinam nada, esta quinzena trouxe uma receita que parece crumble, sabe a crumble, mas que afinal é um crisp. Confusos? Eu também fiquei. Mas segundo a Dorie, a diferença está na textura, porque a massa do crisp não leva frutos secos. Enfim, detalhes, porque são ambos deliciosos e, digam o que disserem, muito parecidos.

 

O que fiz de diferente: esqueci-me de comprar coco ralado, então experimentei picar grosseiramente banana seca. Tive que cortar no açúcar para compensar (e podia ter cortado mais um bocado), mas adorei o efeito crocante. Quanto à fruta, troquei uma das maçãs por uma pêra (e cortei novamente no açúcar para compensar) e como não tinha cranberries (arandos ou mirtilios vermelhos) frescos nem congelados, usei uma mistura de frutos silvestres. Arandos secos (dos macios) consegui encontrar, usei-os e não fiz mais alterações à receita.


O resultado: uma crosta surpreendentemente estaladiça com os frutos deliciosamente cozinhados e xaroposos. Uma receita fácil e rápida, sobretudo porque não se cozinha previamente a fruta. Gostei muito e repetirei sem sombra de dúvida...

*****

Cran-Apple Crisp
"Baking", Dorie Greenspan

Para o crisp

Três quartos de chávena (cup) de farinha de trigo
Meia chávena de açúcar amarelo (usei um pouco menos)
Meia chávena de flocos de aveia
Meia chávena de coco ralado (usei banana seca, picada grosseiramente)
Uma colher de chá de canela em pó
Um quarto de colher de chá de gengibre em pó
Cento e quinze gramas de manteiga sem sal bem fria e cortada em pedaços

Para o recheio

Quatro maçãs médias cortadas em pedaços pequenos (usei três maçãs e uma pêra)
Uma chávena de arandos frescos ou congelados (usei uma mistura de frutos silvestres congelados)
Meia chávena de arandos secos
Dois terços de chávena de açúcar (usei novamente açúcar amarelo e apenas meia chávena)
Uma colher de sopa de farinha

Pré-aquecer o forno a cento e noventa graus. Untar com manteiga oito recipientes pequenos ou uma taça grande de ir ao forno e dispor no tabuleiro do forno. Para a cobertura, juntar todos os ingredientes numa picadora ou robô de cozinha e picar até formar migalhas grandes. Para o recheio, misturar todos os ingredientes numa tigela grande. 

Dividir o recheio pelos oito recipientes. Cobrir com as migalhas e levar ao forno durante quarenta e cinco minutos ou até estar dourado e com o recheio a borbulhar pelos lados. Deixar repousar pelo menos dez minutos antes de servir.  

14 comentários:

  1. A tua variante com a banana é realmente uma boa ideia!!!
    Este crisp está no topo das sobremesas com fruta...
    Bjinho
    Rita

    ResponderEliminar
  2. As receitas são fabulosas mas depois há subsituições que se fazem que ficam perfeitas! Esta é uma delas :)
    Beijinhos e boa Páscoa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tua base com amoras e o meu crisp com banana devem ficar a matar ;)

      Eliminar
  3. A ideia da banana é realmente muito boa. Deve dar um toque especial a uma sobremesa já por si especial.
    Eu adorei o sabor. Foi pena não ter tido tanta sorte como tu na cobertura. Está mesmo estaladiça :)!

    Beijinhos,

    Boa Páscoa

    ResponderEliminar
  4. Adorei a ideia da banana, ficou com um aspecto divinal :)

    Beijinhos,
    Joana

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito desta receita, infelizmente não tive tempo para a fazer.
    aprendemos sempre alguma coisa e além da diferença entre crisp e crumble, a integração da banana aqui foi uma ideia excelente.
    Bjns
    Isabel

    ResponderEliminar
  6. Que optimo aspecto e a banana foi uma grande ideia !
    Michele

    ResponderEliminar
  7. Ficou fantástico, kiss

    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/p/e-um-projeto-qu-e-pretende-difundir.html

    ResponderEliminar

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...