Grid

sexta-feira, 21 de março de 2014

Bolo de aniversário surpresa



A Cat fez anos no final de Fevereiro e, tal como no ano passado, quis que fosse a mãe a fazer-lhe o bolo. Nada pode dar-me mais prazer! Quis fazer-lhe um bolo-surpresa, com um desenho no interior. O Polka Dot Cake do aniversário do Tiago foi a minha primeira experiência com twice-baked cakes e não saiu totalmente como eu tinha antecipado: as bolas ficaram um pouco secas para o meu gosto e não fiz massa exterior em quantidade suficiente para dar o efeito pretendido. O que aprendi? O óbvio: há que testar estas coisas com antecedência! Então desta vez portei-me bem: comecei as pesquisas em Janeiro e fiz o teste logo no início de Fevereiro. Como não ia rechear com creme, escolhi usar a receita da torta de cenoura que a mãe do André costuma fazer, que fica bem molhadinha, e limitei-me a usar corante na massa. Para o bolo exterior, resolvi adaptar a receita do bolo de chocolate e beterraba do Henrique Sá Pessoa, que é pura e simplesmente espectacular.



A técnica do twice-baked cake é relativamente simples: faz-se o bolo pretendido para o recheio, corta-se com um cortador de bolachas para dar a forma desejada, faz-se a massa do bolo exterior e distribui-se os pedaços do bolo cortado pelo interior, fazendo uma espécie de tronco, para um bolo rectangular. Infelizmente as fotografias do passo-a-passo ficaram uma caca, então para entenderem a lógica espreitem aqui.



No teste, experimentei cortar o bolo de cenoura em corações (que ficaram com um vermelho lindo) e borboletas, mas estas pareciam símbolo do Batman pelo que achei por bem não repetir a façanha (pôr coisas vagamente de rapaz num bolo de aniversário da Cat seria quase pecado capital no entender da miúda...) então fiquei-me pelos corações. Tudo bem encaminhado e no rumo do sucesso total, não fosse eu um bocado indisciplinada e ter pensado: humm, em vez de usar corante artificial, vou tingir a massa de cenoura com beterraba!!! E assim fiz, contente da vida com a linda cor vermelha da massa. Mas querem saber? A beterraba perde (muita) cor no forno (eu não fazia ideia, só a tinha usado ainda no bolo de chocolate, onde o castanho absorve o vermelho) e os meus corações vermelhos ficaram... cor-de-laranja... sniff...


O que interessa é que ficou bom. Mesmo bom! Usei a cobertura de chocolate e malte da Dorie Greenspan e decorei com Smarties e bolinhas de açúcar.

E a Cat adorou: dois dos seus bolos favoritos num só! Como não???


*****

Bolo de Aniversário Surpresa

Bolo rectangular de 25 cm por 40 cm - serve cerca de 45 fatias

Para o interior

Bolo molhado de cenoura
(receita da sogrinha)

1,25 kg de cenouras descascadas, pesadas em cru
1,2 kg de açúcar amarelo
13 ovos
Raspa de 3 laranjas
300 g. de farinha
Corante alimentar a gosto

Cozer as cenouras em água. Pré-aquecer o forno a 180º. Escorrer bem e reduzir a puré com a varinha mágica. Bater as gemas com o açúcar amarelo até ficarem muito fofas e juntar o puré de cenoura, batendo bem. Adicionar o corante até conseguir a cor desejada. Juntar a raspa de laranja e a farinha, tornando a bater. Juntar as claras batidas em castelo muito firme. Forrar um tabuleiro de 25x40 cm com papel vegetal, deitar a massa e levar ao forno durante cerca de 20 minutos (ao espetar um palito, este deve sair seco, mas não é conveniente deixar o bolo no forno durante muito tempo, caso contrário irá secar). Deixar arrefecer completamente. Se houver tempo, levar ao frio durante pelo menos uma hora após arrefecer, facilita o processo de corte. Desenformar e usar um cortador de bolachas pequeno para obter a forma desejada. Reservar.

Para o exterior

Bolo de chocolate e beterraba
(adaptado de uma receita do Henrique Sá Pessoa)

Três beterrabas pequenas (c. cem gramas/cada)
Trezentas gramas de chocolate com 70% cacau
Um café e meio (usei descafeinado por causa dos miúdos)
Trezentas gramas de manteiga amolecida
Duzentas gramas de farinha de trigo
Uma e meia colher de chá de fermento em pó
Quatro colheres de sopa de cacau em pó
Oito ovos
Duzentas e oitenta gramas de açúcar amarelo

Cozer a beterraba inteira, com casca, em água a ferver e sem sal. Escorrer bem, deixar arrefecer, descascar e reduzir a puré com a varinha mágica. Derreter o chocolate com a manteiga e, assim que estiverem derretidos, juntar o café. Envolver bem. Bater as gemas metade do açúcar até ficarem bem fofas. Adicionar a mistura de chocolate e, em seguida, juntar o puré de beterraba. Peneirar a farinha com o cacau e o fermento e acrescentar à mistura de gemas e chocolate. Bater as claras em castelo com o restante açúcar e envolver suavemente no preparado anterior. Deitar cerca de um centímetro de massa num tabuleiro de 25x40 cm, untado com manteiga e polvilhado com farinha. Levar ao forno pré-aquecido a 175º durante cinco minutos, apenas para dar alguma textura à massa. Retirar do forno e, com cuidado para evitar queimaduras, montar as formas recortadas do bolo de cenoura como se fosse um tronco, seguindo ao longo da massa e fazendo três filas, comprimindo bem o espaço entre cada forma. Atenção: no caso dos corações, montei-os com a parte de cima virada para baixo, uma vez que queria que a base do bolo ficasse virada para cima. É importante pensar qual o lado que queremos que fique para cima no bolo ou corremos o risco de ficar com o desenho interior de pernas para o ar. Deitar a restante massa de chocolate sobre o bolo, tendo o cuidado de cobrir bem o bolo de cenoura. Levar ao forno durante cerca de 45 minutos, ou até o palito sair seco. Novamente, o bolo não deverá ficar demasiado tempo no forno para não secar. Deixar arrefecer bem e desenformar, tendo o cuidado de ficar com o desenho virado para cima.

Para a cobertura



Creme de chocolate e malte
Dorie Greenspan

Cento e setenta gramas de chocolate a setenta por cento picado grosseiramente
Um terço de chávena de açúcar amarelo
Um quarto de chávena de Ovomaltine
Duzentas e vinte gramas de manteiga sem sal, à temperatura ambiente
Uma pitada de sal
Três quatros de colher de chá de extracto de baunilha
Uma chávena de açúcar em pó, peneirado

Derreter o chocolate com metade do açúcar amarelo em banho-maria. Retirar do lume. Misturar o Ovomaltine e acrescentar o chocolate derretido, gradualmente, mexendo até ficar liso e brilhante. Bater a manteiga até ficar macia e fofa. Adicionar o açúcar amarelo restante e bater durante uns minutos. Juntar o extracto de baunilha, o sal e, aos poucos, o açúcar em pó. Cobrir o bolo. Levar ao frigorífico pelo menos uma hora.

Para enfeitar

Smarties Grandes
Smarties Pequenos
Bolinhas de açúcar multicolores

Começar com os smarties grandes pela base do bolo, colocando-os um a um, em fila, o mais juntos possível. Na fila seguinte, usar os smarties nos espaços da linha de baixo. Seguir a mesma lógica para os smarties pequenos, cobrindo bem os lados do bolo. Fazer uma bordadura na parte superior do bolo. Deitar as bolinhas coloridas no resto da parte superior do bolo. Levar ao frigorífico até à hora de servir. 

2 comentários:

  1. Mesmo não tendo ficado como esperado o que interessa é o sabor e pelo que aqui li estava bom e bem bonito.

    beijinhos

    ResponderEliminar

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...