Grid

terça-feira, 14 de junho de 2016

Dos regressos e das carbonaras quase saudáveis


Dez meses. Dez longuíssimos meses longe daqui. Deveria ter sido apenas até outubro, mas quando estava descansada e prestes a regressar, envolvi-me num projeto extraordinariamente trabalhoso que tem consumido praticamente todos os minutos que o trabalho, a casa e as crianças me deixam livres. Deixei pura e simplemente de ter tempo para o que quer que fosse. 

A verdade é que eu preciso disto. "Disto" não é apenas do blogue (dos blogues, aliás, mas nem falemos dos outros dois). "Disto" é de criar, de fotografar, de experimentar, de escrever, de passear. De fazer, portanto. O(s) blogue(s) são como que um incentivo. Pode parecer ridículo precisarmos de incentivos para fazermos o que nos dá prazer, mas é tão fácil perdermo-nos no loop do dia-a-dia e deixarmos estas coisas para trás! Enfim. Veremos se a coisa anda agora... o mega-projeto acaba só lá para outubro, mas prevê-se que dê menos trabalho durante o verão, por isso há que aproveitar!  


Algo mais mudou nestes dez meses. O meu André decidiu finalmente perder peso e alterou radicalmente a sua alimentação. Não que cá em casa se comesse mal (no sentido engordativo da coisa), pelo contrário, mas as experiências menos saudáveis ficaram de parte e passou a haver um maior cuidado na escolha dos ingredientes.


Temos tentado trocar arroz, massa e batatas por outro tipo de hidratos ou por leguminosas e privilegiar os cereais menos processados. Temos também procurado incluir mais legumes nos pratos, para além dos que usamos nos acompanhamentos.


Nestas adaptações, a melhor que descobri foi o sem dúvida o iogurte grego como substituto das natas e, melhor ainda, da manteiga (nos bolos). A receita que trago para este regresso é, precisamente, uma carbonara em que as natas são integralmente substituídas por iogurte grego (ok, ok, este não é do "verdadeiro" mas nem sempre consigo ir comprá-lo onde se vende). É quase quase quase saudável e foi inspirada em duas receitas do Jamie Oliver que, aliás, preside também ao regresso do Quinze dias com..., agora em formato Um mês com...

É uma receita que tenho feito com alguma frequência por ser tão rápida e tão fácil e, vá, por me deixar relativamente tranquila do ponto de vista nutricional, indo ao encontro das novas regras alimentares lá de casa (vamos esquecer que tem bacon e parmesão, sim?).  Já tinha experimentado esta carbonara com courgette mas o problema das natas não tinha ficado resolvido. Quem diria que uma mera substituição por iogurte iria resultar tão bem?


Assim se regressa por aqui. Espero que de vez! 

***** 


Carbonara Saudável com Courgette 
Inspirada nesta e nesta receitas
2-3 pessoas

250 gramas de esparguete integral
1 courgette grande 
1 pedaço de barriga fumada
2 dentes de alho
Azeite q.b.
Sal
1 raminho de tomilho fresco
3 gemas e 2 claras de ovo
125 gramas de iogurte grego
Raspa de 1 limão
50 gramas de queijo parmesão, ralado no momento
Sal
Noz moscada

Cortar a courgette em palitos (ou fitas, ou cubos...) e o bacon em pedaços. Pôr ao lume uma panela com água, juntar sal e deixar ferver.  Numa frigideira com um fio de azeite, fritar ligeiramente dois dentes de alho cortado em tiras e juntar o bacon e um pouco de tomilho fresco, deixando caramelizar ligeiramente. Juntar a courgette e deixar cozinhar, mexendo frequentemente. Deverá ficar ligeiramente estaladiça. Pôr o esparguete a cozer na panela. Numa taça, bater os ovos com o iogurte e temperar com um pouco de sal e noz moscada. Juntar dois terços do parmesão ralado e a raspa de um limão. Colocar a frigideira em cima da panela, juntar a mistura de ovos de iogurte e mexer sempre até os ovos cozinharem. Este é um bom truque para os ovos não coalharem. Quando estiver cremoso e mais grosso, retirar do calor e juntar ao molho uma concha da água de cozer a massa, mexendo bem para ficar um creme sedoso e brilhante. Escorrer a massa e juntar à carbonara, envolvendo cuidadosamente. Servir em taças e decorar com o resto do parmesão e algumas raspas de limão.      

4 comentários:

  1. Que bom que regressaste! Já tinha saudades, confesso! Sabes, há 9 meses também decidi perder peso! Não era obesa, também não me achava assim tão gorda (hoje acho que estava um pouco gordinha), mas depois do nascimento dos meus 3 filhos não tinha conseguido voltar ao meu peso normal e não estava satisfeita com isso! Também não tinha uma má alimentação mas como gosto imenso de pão, batata, arroz, massa, etc, acabava por ingerir demasiados hidratos. Então decidi fazer uma reeducação alimentar. Sim, porque eu não sou apologista de dietas e sabia perfeitamente que nunca conseguiria cumprir dietas! Seria profundamente infeliz ao ver-me privada das coisas que gosto! Com esta reeducação alimentar e com o exercício físico que passei a praticar diariamente já perdi 18kg! É uma sensação ótima! E à custa disso acabei por criar um blog de receitas onde partilho as receitas que me ajudaram a perder peso. Gostei da tua carbonara! Já fiz uma saudável que tenho para publicar em breve e que me agradou muito. Mas faço esparguete de courgete com frequência para acompanhar refeições ou para comer tipo bolonhesa! Também uso iogurte em substituição das natas embora quase sempre opte pelo iogurte natural, e também já tenho usado natas de soja que têm metade das calorias e ficam deliciosas nalgumas receitas! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!!! Foi exatamente o que o meu marido perdeu, 18 kg :) Também vou comprar um espiralizador para me iniciar nessas aventuras. Quanto às natas de soja... já experimentei e confesso que não gosto do sabor, mas eu tenho um bocado de aversão a soja... já o iogurte tem resultado bem, o passo seguinte será passar do grego para o natural. Beijinhos!

      Eliminar
  2. Sempre que chega o verão entro na onda de mais vegetais, fruta, batidos. Não é que não o faça tb no inverno, mas custa-me horrores. Frio com saladas e batidos, não dá..
    De todas as maneiras quero ir variando sem ser uma louca com a epidemia de produtos que andam por aí e que custam uma pequena fortuna. Hoje experimentei esparguete integral e comi muito bem.

    Vou guardar a tua receita para me inspirar e pensar no iogurte para a substituição que referiste :)

    ResponderEliminar
  3. Fantástica receita :D a ideia do iogurte deixou-me maravilhada :D

    ResponderEliminar

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...