Grid

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Lembram-se dos cogumelos?

Não são os da velha anedota das freiras. São os que comprei neste dia. Um dos pratos da semana passada foi também um dos mais recentes favoritos cá de casa: risotto de cogumelos. É fácil e dá agora menos trabalho do que das primeiras vezes, já que descobri que não é preciso estar a mexê-lo ininterruptamente. É necessário dar-lhe bastante atenção, mas dá para ir fazendo outras coisas ao mesmo tempo sem prejuizo do resultado final.



Em primeiro lugar, saltear os cogumelos: alho, azeite, bacon a fritar um pouco e juntar os ditos cujos partidos em pedaços. Para quem não se deixa convencer pela ideia de que basta escovar os cogumelos e tem mesmo que os lavar, é conveniente deixá-los a secar durante umas horas, caso contrário largam água que nunca mais acaba e o salteado fica a parecer um estufado. Nada de sal, apenas folhas de tomilho fresco assim que se desliga o lume.


Enquanto os cogumelos salteiam, refoga-se uma cebolinha em azeite, frita-se o arroz até ficar branco e junta-se um copo de vinho branco, que vai fazer um som fabuloso quando cai no tacho quente. Vai-se mexendo e, quando estiver a engrossar, junta-se caldo de carne em pequenas quantidades, que vai sendo absorvido pelo arroz à medida que se vai mexendo. Eu gosto de usar o caldo da canja, mas para quem não se importar de usar ingredientes processados, um caldo de carne desfeito em água quente é uma boa alternativa. Quando o arroz estiver al dente, junta-se os cogumelos, um bom pedaço de parmesão ralado e outro de manteiga e envolve-se bem. Finito!     
  

4 comentários:

  1. Atesto a qualidade. Já fui brindada pela autora com um excelente risoto de cogumelos.

    ResponderEliminar
  2. Eu também...delicious...como sempre ;)

    ResponderEliminar
  3. Uma verdadeira obra de arte gastronómica! Não se come, desfruta-se a aprecia-se...

    ResponderEliminar

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...