Grid

sábado, 1 de janeiro de 2011

Três horas depois...

Isto de cozinhar e fotografar ao mesmo tempo tem muito que se lhe diga... acho que sou melhor cozinheira do que fotógrafa, mas quando se trata de juntar as duas coisas, o que é que pode acontecer? Três horas a fazer o jantar, que saiu ligeiramente fora dos padrões habituais... para pior... e as fotografias, essas, não estão brilhantes... Enfim, o que interessa é que com o meu ar de taradinha, uma colher de pau na mão e a máquina a tiracolo, diverti-me a valer, mesmo tendo que deixar o jantar para o dia seguinte... ninguém ia jantar às dez e meia da noite...

O malfadado prato foi a tagine, na qual usei as abóboras do outro dia. Faltou-me a lima, que substituí por limão, as tâmaras, que troquei por passas e resolvi trocar as natas por um pouco de leite... não foram as melhores escolhas do mundo...mas pelo menos ficou bonito... e minimamente saboroso...


O primeiro passo é temperar a carne. Deve fazer-se com borrego, mas como eu não sou grande fã costumo usar peitos de frango, que parto em cubos e tempero com sal, o suco do gengibre (tira-se a casca, rala-se e espreme-se bem depois de ralado) e pimenta moída na altura.  


Enquanto a carne tempera, corta-se abóbora butternut em cubos (as outras abóboras desfazem demasiado), feijão verde em pedaços (sem o fio, de preferência) e as tâmaras descaroçadas em rodelas. 


Aloura-se a carne em azeite. Enquanto isso, prepara-se a parte mais importante do prato: num almofariz esmaga-se a casca de uma lima ralada (e não limão, como na fotografia), um pouco de massa de pimentão, dentes de alho, e pequenas porções de mostarda (eu uso sementes, mas pode ser em pó), canela, cominhos, cravinho, açafrão, colorau e cardamomo. Rega-se com o o sumo da lima e mistura-se muito bem, de modo a fazer uma pasta. Tira-se a carne do tacho, refoga-se no azeite (pode ser necessário acrescentar mais um pouco) uma cebolinha (ou chalotas) e junta-se a pasta de especiarias, que se vai mexendo para libertar os seus aromas (deliciosos, diga-se). 


Junta-se novamente a carne, que se envolve bem para tomar o gosto das especiarias, e acrescenta-se a abóbora, o feijão-verde e as tâmaras, tapando o tacho para deixar os legumes a suar. Quando começarem a ficar macios, acrescenta-se um pouco de água e cerca de meio pacote de natas misturadas com um bocadinho de maizena. Mexe-se até engrossar e... está pronto. Fica melhor se se comer uns minutos depois de terminado e pode acompanhar-se com couscous (que, depois de envolvido num pouco de azeite, pode ser aberto em chá para ganhar sabor). E fica definitivamente melhor se não se tentar tirar fotografias ao mesmo tempo...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pin it

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...